SMCC lança campanha de arrecadação de medicamentos para vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul

15 maio, 2024 | Notícias

As doações serão encaminhadas à AMRIGS, que fará a distribuição local

Diante da situação emergencial enfrentada pelas vítimas das recentes enchentes no Rio Grande do Sul, a Sociedade de Medicina e Cirurgia de Campinas (SMCC) iniciou uma campanha de arrecadação de medicamentos. Com o intuito de fornecer suporte para as comunidades afetadas, a iniciativa convoca médicos, profissionais da saúde e a população em geral a se unirem nesse gesto solidário.

A campanha abrange a doação de uma ampla gama de medicamentos, incluindo itens essenciais como medicamentos controlados para doenças crônicas, antibióticos, analgésicos, antitérmicos, produtos infantis, soro fisiológico, gaze, álcool 70%, seringas e outros. No entanto, só serão aceitos medicamentos dentro do prazo de validade e com a embalagem devidamente lacrada. Amostras grátis, que estejam nas condições mencionadas, também podem ser doadas.

Todas as doações serão encaminhadas para a Associação dos Médicos do Rio Grande do Sul (AMRIGS), responsável por uma distribuição segura e eficaz, de acordo com as necessidades específicas de cada região afetada pelas enchentes. “Desde o início desta semana, a Associação Médica do Rio Grande do Sul (AMRIGS) tornou-se um ponto de doação específica de medicamentos e insumos médicos para ajudar as pessoas atingidas pelas recentes enchentes no estado. A iniciativa conjunta envolve também o Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Sul (CREMERS), o Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (SIMERS) e o Conselho Regional de Farmácia do Rio Grande do Sul (CRF-RS)”, explica o diretor de Comunicação da AMRIGS, Dr. Marcos André dos Santos.

De acordo com ele, neste momento de crise, as doações de remédios desempenham um papel importante tanto para o abastecimento nos abrigos que estão recebendo desabrigados como nas instituições de saúde que enfrentam dificuldades operacionais por conta dos problemas logísticos causados pelas cheias. “Há uma preocupação grande com as pessoas que tomam medicamentos de uso contínuo que não podem interromper o tratamento”, comenta.

Como a demanda de medicamentos varia a cada dia, não há restrições para doação, desde que estejam lacrados e no prazo de validade. A Secretaria Municipal da Saúde gerencia essas prioridades e divulga uma lista atualizada.

O vice-presidente da SMCC, Dr. Marcelo Amade Camargo, destaca a importância da mobilização em momentos desafiadores como o atual. “A SMCC tem um histórico de reunir a classe médica em situações como essa. Durante a pandemia da Covid-19, conseguimos unir profissionais e serviços de saúde em uma corrente solidária, onde todos se ajudaram. Agora, buscamos replicar esse espírito de união”, diz.

“É de conhecimento geral que a população atingida pelas enchentes precisa de tudo. Estamos vendo uma mobilização nacional e internacional para doações de alimentos, roupas, água, entre outros. Mas é fundamental lembrar que os medicamentos também são essenciais. Decidimos liderar essa iniciativa em Campinas para contribuir da melhor forma possível”, ressalta o diretor comercial e de marketing da SMCC, Dr. Giuliano Dimarzio.

Os interessados em contribuir com a campanha podem deixar os medicamentos na sede social da SMCC, localizada na Rua Defino Cintra, 63, no Centro de Campinas, ou nos campi I e II da UNIFAJ, em Jaguariúna. Dimarzio ressalta a importância da rapidez nas doações. “O quanto antes as pessoas doarem, melhor. É uma situação de urgência. Podemos até fazer envios antecipados, por etapas, para que os medicamentos cheguem ao destino final o mais rápido possível”, diz.

Segundo Santos, o contato da população com água suja e outros fatores causam preocupação na área de saúde. “Existem preocupações principalmente com Leptospirose, hepatite A, pediculoses, como sarna e piolho, e doenças infeciosas em geral”, afirma.

Para mais informações, entrar em contato com a SMCC, no telefone (19) 3231-2811.

Notícias Recentes

MANIFESTAÇÃO DA SMCC SOBRE MUDANÇAS NAS REGRAS DA CNRM

MANIFESTAÇÃO DA SMCC SOBRE MUDANÇAS NAS REGRAS DA CNRM

No dia 17 de abril de 2024, nós fomos surpreendidos por uma decisão UNILATERAL do governo federal, que mudou drasticamente as regras da CNRM (Comissão Nacional de Residência Médica). Através do decreto 11.999, sem nenhum conhecimento ou consulta prévia feita às...