Qualquer mulher pode desenvolver o câncer de mama, alerta oncologista da Sociedade de Medicina de Campinas

31 out, 2022 | Notícias

Diagnóstico precoce, com mamografias anuais, melhoram as chances de cura

Embora algumas mulheres apresentem um risco mais elevado de câncer de mama devido a um histórico familiar, a grande maioria dos casos não está relacionada a fatores hereditários. Isso significa que qualquer mulher pode desenvolver câncer de mama, especialmente a partir dos 40 anos de idade. O alerta foi feito pelo oncologista Dr. Leonardo Silva (CRM 149.522) em mais um vídeo Dicas de Saúde da SMCC (Sociedade de Medicina e Cirurgia de Campinas). Acesse neste LINK.

O câncer de mama é o mais frequente no mundo. “A estimativa é de que uma em cada oito mulheres vai receber o diagnóstico de câncer de mama em algum momento da sua vida. No Brasil, a estimativa, para cada ano, entre 2020 e 2022, é que mais de 66 mil novos casos de câncer de mama sejam diagnosticados nas mulheres”, afirma o oncologista.

De acordo com ele, algumas medidas relacionadas ao estilo de vida podem ajudar a reduzir o risco da doença. “Por exemplo, prática regular de atividade física, controle de peso, evitar o tabagismo e evitar consumo excessivo de álcool. No entanto, mesmo com todas as medidas de estilo de vida, a gente sabe que a redução chega, no máximo, a cerca de 30%. Por isso é importante falarmos sobre a mamografia, que é um exame de rastreamento do câncer de mama”, destaca.

O objetivo do exame, segundo Silva, é identificar a doença nos seus estágios mais iniciais, quando as chances de cura são bastante elevadas. O exame deve ser feito em todas as mulheres a partir dos 40 anos de idade, uma vez ao ano.

O principal sintoma de um câncer de mama é o surgimento de um nódulo na mama e, eventualmente, acompanhando, um nódulo na axila. “Em alguns casos, a mulher pode perceber algumas lesões na pele, como pequenos nódulos, ou eventualmente pequenas feridinhas na pele que podem ou não estar associadas a dor”, comenta. “Em casos menos comuns, a mulher também pode referir uma sensação de calor na mama e até mesmo uma vermelhidão na pele. Na presença de algum desses sintomas, a mulher deve procurar atendimento médico”, orienta.

De acordo com o oncologista, o tratamento do câncer de mama envolve diferentes modalidades, como, por exemplo, cirurgia, radioterapia, quimioterapia, medicamentos que agem bloqueando vias hormonais e até mesmo alguns anticorpos monoclonais. “Como não existe um único tipo de câncer de mama, o tratamento deve ser definido individualmente para cada mulher, diz.

Notícias Recentes

MANIFESTAÇÃO DA SMCC SOBRE MUDANÇAS NAS REGRAS DA CNRM

MANIFESTAÇÃO DA SMCC SOBRE MUDANÇAS NAS REGRAS DA CNRM

No dia 17 de abril de 2024, nós fomos surpreendidos por uma decisão UNILATERAL do governo federal, que mudou drasticamente as regras da CNRM (Comissão Nacional de Residência Médica). Através do decreto 11.999, sem nenhum conhecimento ou consulta prévia feita às...