Página Inicial 9 Notícias 9 Janeiro Branco – Sociedade de Medicina alerta sobre a importância de cuidar da saúde mental

Janeiro Branco – Sociedade de Medicina alerta sobre a importância de cuidar da saúde mental

Uma em cada dez pessoas apresenta algum tipo de transtorno mental; ajuda profissional é fundamental para combater o problema

A saúde mental e emocional é tão importante quanto a saúde física. Para chamar a atenção para este assunto, foi criada a campanha Janeiro Branco – mês de conscientização da saúde mental. Em uma iniciativa que tem como objetivo alertar as pessoas sobre este problema, que atinge cerca de 10% da população, a SMCC (Sociedade de Medicina e Cirurgia de Campinas) elaborou um vídeo com dicas e orientações a respeito da saúde mental. O material pode ser conferido neste link.

O mês de janeiro e a cor branca não foram escolhidos por acaso para ilustrar esta campanha. Por ser o primeiro mês do ano, culturalmente, as pessoas tendem a pensar em suas vidas e a fazer novos planos. É como se tivessem uma página em branco para reescrever suas histórias, iniciar um novo ciclo, mudar hábitos e comportamentos.

De acordo com o coordenador do Departamento Científico de Psiquiatria da SMCC, Dr. Osmar Henrique Della Torre, o principal objetivo da campanha é incentivar as pessoas a procurarem ajuda quando não se sentirem bem, para que que sentimentos, como medo e vergonha, e estigmas sejam trabalhados. Ele destaca que, segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), uma em cada dez pessoas apresenta algum tipo de transtorno mental. “A depressão e a ansiedade estão entre os principais problemas”, afirma.

Segundo o médico, quando a pessoa percebe dificuldades relacionadas a sentimentos e emoções deve conversar com alguém de confiança, realizar atividades físicas e ocupar o tempo com atividades que proporcionem prazer, como leitura e meditação. “Também é importante manter contato com amigos e familiares e evitar o consumo de álcool e drogas”, orienta. “Caso os sentimentos sejam mantidos ou intensificados, ou surjam ideias de morte ou suicídio, é importante procurar a ajuda de um profissional, que pode ser um psicólogo ou médico psiquiatra. A realização de psicoterapia e o uso de medicamentos psicofármacos podem ser necessários para o controle de sintomas e o pleno restabelecimento da saúde”, afirma.

Dr. Della Torre reforça que lidar com nossos sentimentos e emoções é um investimento em saúde mental, que trará também um bem-estar físico. “Nosso corpo precisa de um equilíbrio para ficarmos bem. Por isso, não podemos nunca nos esquecer de cuidar da saúde mental e ficar atentos aos sinais de alerta”, finaliza.

Anúncios

Notícias Recentes

Clube dos Médicos está com inscrições abertas para aulas de tênis

Clube dos Médicos está com inscrições abertas para aulas de tênis

Podem participar associados ou não, a partir dos quatro anos de idade; há opções aulas individuais ou em grupo O Clube de Campo da SMCC está com inscrições abertas para as aulas de tênis. Podem participar associados ou não, mas associados possuem valores exclusivos e...

Matrículas para cursos de idiomas vão até 28 de janeiro

Matrículas para cursos de idiomas vão até 28 de janeiro

Estão disponíveis aulas de inglês, italiano e espanhol, do básico ao avançado A SMCC prorrogou as inscrições para os cursos de idiomas do primeiro semestre de 2022 para o dia 28 de janeiro. Associados, dependentes e não associados poderão fazer cursos de inglês,...