Dário propõe reunião técnica com SMCC sobre redução de alíquota do ISSQN para as áreas médica e hospitalar

Presidente e vice-presidente da Sociedade de Medicina estiveram reunidos ontem à tarde com o prefeito

O prefeito de Campinas, Dário Saadi, propôs uma reunião técnica com a SMCC (Sociedade de Medicina e Cirurgia de Campinas) para estudar a redução do ISSQN (Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza) das áreas médica e hospitalar de 5% para 2%. A sugestão foi feita ontem, durante uma reunião entre ele, a presidente da SMCC, Dra. Fátima Bastos, e o vice-presidente da SMCC, Dr. José Roberto Amade, que estiveram no gabinete no prefeito para, mais uma vez, reivindicar a revisão da alíquota, que foi aumentada em 2018 para esses segmentos.

“Eu vou chamar os técnicos, eu presencio (a reunião), a gente faz na sala azul, com o advogado de vocês, e começamos uma discussão”, disse o prefeito. A data da reunião ainda será agendada e deve ter, ainda, a presença do contador da SMCC para que sejam expostas questões técnicas que embasam o pedido de redução da alíquota.

“Desde 2018, quando houve o aumento do imposto de 2% para 5% para as áreas médica e hospitalar, nós estamos tentando reverter esse quadro. Nossos pedidos são sempre embasados em critérios técnicos e de isonomia”, explica a Dra. Fátima. “Esperamos que essa reunião proposta pelo prefeito realmente no ajude a avançar nessas discussões, afinal, hoje estamos classificados na alíquota mais alta de ISSQN, enquanto há setores que pagam 2%, 3%”, completa.

Além do aumento da alíquota, outro ponto apontado no encontro foi a bitributação. “Muitos médicos são onerados com a bitributação, já que precisam recolher impostos como pessoa física e pessoa jurídica”, destacou o vice-presidente da SMCC. “Precisamos reavaliar isso para que o recolhimento seja mais justo”, diz.

Notícias Recentes

Share This