Dário propõe reunião técnica com SMCC sobre redução de alíquota do ISSQN para as áreas médica e hospitalar

30 set, 2022 | Notícias

Presidente e vice-presidente da Sociedade de Medicina estiveram reunidos ontem à tarde com o prefeito

O prefeito de Campinas, Dário Saadi, propôs uma reunião técnica com a SMCC (Sociedade de Medicina e Cirurgia de Campinas) para estudar a redução do ISSQN (Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza) das áreas médica e hospitalar de 5% para 2%. A sugestão foi feita ontem, durante uma reunião entre ele, a presidente da SMCC, Dra. Fátima Bastos, e o vice-presidente da SMCC, Dr. José Roberto Amade, que estiveram no gabinete no prefeito para, mais uma vez, reivindicar a revisão da alíquota, que foi aumentada em 2018 para esses segmentos.

“Eu vou chamar os técnicos, eu presencio (a reunião), a gente faz na sala azul, com o advogado de vocês, e começamos uma discussão”, disse o prefeito. A data da reunião ainda será agendada e deve ter, ainda, a presença do contador da SMCC para que sejam expostas questões técnicas que embasam o pedido de redução da alíquota.

“Desde 2018, quando houve o aumento do imposto de 2% para 5% para as áreas médica e hospitalar, nós estamos tentando reverter esse quadro. Nossos pedidos são sempre embasados em critérios técnicos e de isonomia”, explica a Dra. Fátima. “Esperamos que essa reunião proposta pelo prefeito realmente no ajude a avançar nessas discussões, afinal, hoje estamos classificados na alíquota mais alta de ISSQN, enquanto há setores que pagam 2%, 3%”, completa.

Além do aumento da alíquota, outro ponto apontado no encontro foi a bitributação. “Muitos médicos são onerados com a bitributação, já que precisam recolher impostos como pessoa física e pessoa jurídica”, destacou o vice-presidente da SMCC. “Precisamos reavaliar isso para que o recolhimento seja mais justo”, diz.

Notícias Recentes

MANIFESTAÇÃO DA SMCC SOBRE MUDANÇAS NAS REGRAS DA CNRM

MANIFESTAÇÃO DA SMCC SOBRE MUDANÇAS NAS REGRAS DA CNRM

No dia 17 de abril de 2024, nós fomos surpreendidos por uma decisão UNILATERAL do governo federal, que mudou drasticamente as regras da CNRM (Comissão Nacional de Residência Médica). Através do decreto 11.999, sem nenhum conhecimento ou consulta prévia feita às...