Sociedade de Medicina orienta a população sobre os tipos de tosse e a importância de um bom diagnóstico

Problema pode ser desencadeado por diversos fatores; para um tratamento eficiente, é importante descobrir a causa

A tosse é um estímulo desencadeado por um reflexo que pode começar em qualquer parte das vias aéreas (nasais, da garganta ou inferiores – traqueia, brônquios e pulmões). Esse estímulo pode ser causado por diversos fatores e, para que o tratamento seja eficiente, é fundamental encontrar a causa. Para orientar a população sobre este assunto, a SMCC (Sociedade de Medicina e Cirurgia de Campinas) produziu um vídeo com informações importantes sobre a tosse. Confira no LINK.

“A tosse não se pega”, garante o coordenador do Departamento Científico de Pneumologia da SMCC, Dr. Rene Penna Chaves. De acordo com ele, ela pode ser sintoma de inúmeras doenças, como as infecciosas das vias aéreas, refluxo gastroesofágico (aspiração da secreção que pode subir do estômago até o esôfago), tuberculose e até doenças cardíacas. Também pode ser um estímulo alérgico das vias aéreas ou consequência da utilização de medicamentos anti-hipertensivos, por exemplo.

Existem dois tipos de tosse. “A seca, que é simplesmente um reflexo em que a pessoa expele uma quantidade de ar em alta velocidade, e a tosse produtiva, aquela em que existe expectoração ou secreção, geralmente desencadeada por um quadro infeccioso, seja ele das vias aéreas superiores ou de uma pneumonia”, explica o médico.

De acordo com o pneumologista, a pessoa que tem tosse, principalmente há muito tempo, deve procurar ajuda de um médico para ele possa diagnosticar a origem do estímulo. “Como tratamento, até podemos lançar mão de medicamentos sedativos da tosse, mas se não abordarmos a verdadeira causa, dificilmente teremos êxito. Precisamos ir atrás da real causa, que pode ser muito ampla”, comenta. “Uma conversa detalhada com o médico pode ajudá-lo a identificar a origem do problema e usar o tratamento correto para isso”, diz.

A prevenção, segundo Dr. Rene, é abordar o que desencadeia a tosse. “Pode tratar a parte alérgica, de azia e queimação, notar se está relacionada ao uso de algum medicamento”, exemplifica.

Notícias Recentes

Share This