Página Inicial 9 Notícias 9 SMCC INICIA MOVIMENTO SOBRE SEGURANÇA DO PACIENTE COM FÓRUM INÉDITO ENTRE AUTORIDADES DE SAÚDE E MÉDICOS

SMCC INICIA MOVIMENTO SOBRE SEGURANÇA DO PACIENTE COM FÓRUM INÉDITO ENTRE AUTORIDADES DE SAÚDE E MÉDICOS


A Sociedade de Medicina e Cirurgia de Campinas (SMCC) reuniu nomes de excelência na saúde como Boldrini, CAISM, PUCC, UNICAMP e Hospital Albert Einstein; além de autoridades da ANVISA. 

O evento nesta sexta-feira (03/08) foi o resultado de uma iniciativa inédita que começou há meses atrás quando a entidade criou um Comitê exclusivo sobre o tema. 

A SMCC disponibilizou uma série de mais de 70 cursos, treinamentos e palestras sobre gerenciamento de riscos e outros temas para capacitar profissionais (médicos e não médicos) e qualificar Instituições de Saúde.

“Estamos prontos para atender a Hospitais, Day Hospitals, Clinicas, Consultórios e Serviços de Especialidades Médicas para as certificações”, afirmou a Gestora de Projetos Especiais e Acreditação da SMCC.

Realizado na sede da SMCC, o “I Fórum de Segurança do Paciente” reuniu as principais autoridades de serviços de saúde, hospitais e Universidades de Campinas. 

O Vice presidente da SMCC, Dr José Roberto Amade, comentou que preocupados com a melhora no atendimento, a SMCC resolveu ser protagonista na defesa do paciente. Um movimento dos médicos para médicos. “A iniciativa de criar um Comitê e reunir os médicos para capacitar e qualificar visa prevenir riscos aos pacientes e ter excelência na saúde”.

A SMCC entende que é preciso contar com uma equipe multiprofissional para fazer planejamentos e analisar todos os eventos adversos nos hospitais para tentar evitar repercussões negativas ao paciente durante a estadia dele nas unidades.  

Para o Co-organizador do Fórum e membro do Comitê de Segurança do Paciente da SMCC, Dr Jorge Curi, esta contribuição ajuda o médico neste desafio de se atualizar. “A comunicação me parece fundamental. Falar dos procedimentos, dos processos e como melhorar é uma necessidade comum entre todos que precisa ser ampliada”

Em Campinas, a Vigilância em Saúde (VISA), representada pela profissional Roberta Yabu-uti do Valle no evento, apresentou um levantamento do ano de 2017 feito em 22 hospitais gerais da cidade. Deste total, 17 tinham um núcleo de segurança do paciente. “Concluímos então que um terço dos hospitais gerais de Campinas não tinham ou não tem um núcleo atuante. Mas, apesar de existir muita subnotificação de casos os dados estão aumentando de número com as novas práticas. Tudo é muito novo”. 

Exemplos na Segurança ao Paciente

Entre os importantes nomes participantes do Fórum estava a Dra. Silvia Brandalise, presidente do Centro Boldrini. A médica reforçou sua experiência ao discordar do governo federal quanto aos medicamentos indicados para tratamento de câncer no Brasil. “É uma vergonha o que passamos. Das seis mil crianças que tomaram a medicação, de 20 a 30% não sobreviveram. Nós, médicos devemos preservar o paciente. Pior que indicar um medicamento que mata é nossa omissão. Trabalhar no foco da interação das drogas e na qualidade delas é o que nós médicos precisamos”.

O Hospital Albert Einstein, de São Paulo, implanta ações do Núcleo de Segurança do Paciente há aguns anos. O Coordenador de Segurança no hospital, Dr Antonio Capone Neto, falou da realidade em que o erro humano sempre ocorre; não podendo ser evitado. Porém, salientou que ainda há na saúde uma série de riscos que poderiam ser evitados e não são. “A medicina avançou muito! Por exemplo, um paciente de câncer que há anos atrás morreria, isso não acontece mais. Enquanto a medicina evoluiu, progrediu, é a qualidade da entrega que está muito ruim”. 

O médico fez um paralelo com outros setores de serviços que fazem a investigação de casos e tem busca por excelência no controle de riscos, como é o caso do setor da Aviação, por exemplo.  

Para a representante da Vigilância em Saúde de Campinas, Laura Berola, é uma questão cultural que precisa mudar. “É uma nova cultura organizacional; de segurança e qualidade. De analisar, enfrentar e mudar; sem uma cultura de culpabilização e, sim de ajuste e melhoria nos processos”.  

Cursos e Capacitação

A SMCC disponibiliza a série de cursos de formação e capacitação para profissionais de saúde e de planejamento para acreditação de clinicas, hospitais e servidos médicos. Os interessados devem entrar em contato com a entidade através do telefone (19) 3231-2811. 


Anúncios

Notícias Recentes

HIDS inicia diagnóstico arqueológico

HIDS inicia diagnóstico arqueológico

Trabalho será realizado na Fazenda Argentina e nas áreas adjacentes O HIDS (Hub Internacional para o Desenvolvimento Sustentável), o um cluster de inovação de terceira geração que será construído em Campinas e foi o tema da matéria especial da Revista MedicAção de...

Clube dos Médicos está com inscrições abertas para aulas de tênis

Clube dos Médicos está com inscrições abertas para aulas de tênis

Podem participar associados ou não, a partir dos quatro anos de idade; há opções aulas individuais ou em grupo O Clube de Campo da SMCC está com inscrições abertas para as aulas de tênis. Podem participar associados ou não, mas associados possuem valores exclusivos e...

Matrículas para cursos de idiomas vão até 28 de janeiro

Matrículas para cursos de idiomas vão até 28 de janeiro

Estão disponíveis aulas de inglês, italiano e espanhol, do básico ao avançado A SMCC prorrogou as inscrições para os cursos de idiomas do primeiro semestre de 2022 para o dia 28 de janeiro. Associados, dependentes e não associados poderão fazer cursos de inglês,...