P.A.R.T.Y. Campinas realiza sua 1ª edição após dois anos de pandemia na sede da SMCC

5 maio, 2022 | Notícias

Programa, que faz parte das comemorações do Maio Amarelo, tem como objetivo conscientizar os jovens a fazerem boas escolhas no trânsito

Em comemoração ao Maio Amarelo, a SMCC (Sociedade de Medicina e Cirurgia de Campinas) realizou em sua sede, pela primeira vez, uma edição do P.A.R.T.Y. (Programa de Prevenção do Trauma Relacionado ao Álcool na Juventude). O evento, em parceria com a Disciplina de Cirurgia do Trauma da Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), marcou o retorno do projeto, depois de dois anos, período em que ficou suspenso devido à pandemia. Fundado no Canadá, o P.A.R.T.Y. tem como objetivo conscientizar adolescentes sobre os riscos de ingerir bebida alcoólica e dirigir.

Desde que chegou a Campinas, em 2010, o P.A.R.T.Y. Unicamp é realizado no auditório do HC (Hospital das Clínicas), com escolas públicas. “Esta foi a primeira vez que saímos do HC e a primeira vez que recebemos um colégio particular. Tudo graças ao apoio da SMCC, que passou a ser uma parceira oficial do projeto”, comenta o coordenador do P.A.R.T.Y., Dr Thiago Calderan. “A Unicamp liberou o retorno das atividades do programa no HC, mas vamos manter a parceria com a SMCC para podermos incluir colégios particulares e aumentar o número de edições. Também estudamos a possibilidade de fazer outras edições na sede da Sociedade porque o resultado foi muito positivo”, completa Calderan.

No Brasil, o P.A.R.T.Y. é coordenado pela SBAIT (Sociedade Brasileira de Atendimento Integrado ao Traumatizado) e realizado, em sua maioria, pelas Ligas de Trauma das universidades. Na edição desta semana, o programa contou com a participação da Liga do Trauma da Unicamp, EMDEC (Empresa de Desenvolvimento de Campinas), Polícia Militar Rodoviária e SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

Representantes de todas as instituições participaram do momento de vivência do programa que teve um tema central como foco: a importância de fazer boas escolhas. Os alunos do colégio Raphael Di Santo assistiram a diversos vídeos de conscientização e foram convidados a refletir sobre como escolhas erradas, como não respeitar as leis de trânsito, dirigir após consumir bebida alcoólica, pegar carona com alguém embriagado, podem impactar não apenas as suas vidas, mas a de suas famílias e de outras pessoas.

Após as apresentações, os organizadores fizeram uma transmissão ao vivo, direto do HC, com a participação de dois pacientes que estão internadas, vítimas de ocorrências de trânsito com moto. Uma das vítimas é professor e, apesar de estar em baixa velocidade, derrapou com a moto, teve uma fratura grave na perna e vai ficar mais de um mês internada. Durante este tempo, estará ele afastado do trabalho. A outra é um motoboy, que, apesar de, segundo ele, estar dentro da velocidade permitida da pista, não conseguiu evitar a batida na lateral de um carro. Ele também sofreu fraturas sérias na perna e afirma que só sobreviveu porque estava de capacete. Mas, diferentemente do primeiro caso, ele vive do trabalho como motoboy e está sem renda alguma durante a internação. Possui esposa e três filhos pequenos, sendo uma recém-nascida.

As histórias dos pacientes têm como objetivo sensibilizar e mostrar que os casos de trauma são reais e podem acontecer com qualquer um. Além do impacto na saúde e de possíveis sequelas, também podem impactar significativamente a renda de uma família, que passará a ter outros problemas decorrentes do “acidente”.

No início e ao final do programa, os alunos preencheram um questionário, com perguntas sobre como é viver após uma lesão de trauma, se uma pessoa experiente pode dirigir alcoolizada, se a pessoa que sofre um trauma grave pode não conseguir seguir seus planos, entre outras. O objetivo das perguntas é verificar a mudança no conhecimento e na percepção sobre essas questões após as apresentações.

“Precisamos ensinar esses jovens, que vão tirar a CNH (Carteira Nacional de Habilitação), a fazer escolhas seguras. Mais de 90% das ocorrências de trânsito podem ser evitadas com a escolha certa. Todos nós precisamos ser responsáveis por isso. Imagina quantas mortes, quantas sequelas seriam evitadas se todos se conscientizassem sobre a importância da prevenção”, reforça o coordenador do programa.

De acordo com o diretor comercial e marketing da SMCC, Dr. Marcelo Amade Camargo, apoiar um programa tão sério e reconhecido mundialmente como este faz parte da base da Sociedade. “Como médicos, sabemos da importância da prevenção. O P.A.R.T.Y. tem uma abordagem muito boa, que consegue atingir os jovens dessa faixa etária. É com educação que vamos mudar os altos índices de ocorrências de trânsito”, comenta. “O Maio Amarelo é um programa muito importante, que a SMCC sempre apoiou. Foi muito bom realizar essa ação como parte das comemorações”, diz.

 

Notícias Recentes

Carnaval da SMCC reúne adultos e crianças no Clube de Campo

Carnaval da SMCC reúne adultos e crianças no Clube de Campo

Com músicas típicas e brincadeiras na piscina, sábado de carnaval foi cheio de diversão O "Carnaval Princesas e Heróis da SMCC", realizado no dia 10 de fevereiro, sábado de carnaval, foi uma tarde repleta de alegria e diversão. Associados e convidados de associados...

Carnaval Princesas e Heróis SMCC será no dia 10 de fevereiro

Carnaval Princesas e Heróis SMCC será no dia 10 de fevereiro

Evento é gratuito e aberto a associados e convidados acompanhados por associados A SMCC está preparando uma tarde cheia de folia para a criançada! No dia 10 de fevereiro, das 13h30 às 17h30, o Clube de Campo da SMCC se transformará em um cenário alegre e divertido...

Share This