Página Inicial 9 Notícias 9 Congresso Permanente discute números, causas e ações de prevenção ao trauma em Campinas

Congresso Permanente discute números, causas e ações de prevenção ao trauma em Campinas


Não existe mais acidente de trânsito. Isso mesmo! A ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) mudou este termo para sinistro de trânsito. Sabe por quê? Porque as ocorrências no trânsito, que causam tantas vítimas anualmente, não são acidentes. Elas são resultado de escolhas erradas que fazemos diariamente. Este foi um dos temas discutidos na última terça-feira, durante o Congresso Permanente da SMCC, em comemoração ao Maio Amarelo, mês de conscientização sobre a importância da prevenção no trânsito.

O evento, virtual, foi moderado pelo cirurgião, professor da Faculdade de Ciências Médicas e coordenador da disciplina de Cirurgia do Trauma da Unicamp, Dr. Gustavo Fraga. Como palestrantes, estavam o presidente do Observatório Nacional de Segurança Viária, José Aurélio Ramalho; o coordenador do SAMU Campinas, Dr. Gustavo Trindade; e o Dr. Thiago Calderan, médico assistente da disciplina de Cirurgia do Trauma da Unicamp, coordenador da Liga do Trauma da Unicamp, coordenador do Comitê Científico de Cirurgia do Trauma da SMCC e coordenador do Comitê Brasileiro das Ligas de Trauma (CoBraLT).

Dr. Trindade foi responsável pela primeira palestra, sobre os atendimentos do SAMU durante a pandemia. Ele explicou os novos protocolos adotados para evitar as contaminações por coronavírus e apresentou diversos números. Segundo o médico, o atendimento a vítimas de trauma foi 11% menor em 2020 em relação a 2019. Também houve uma queda de 17,5% nos primeiros quatro meses de 2021 em relação a 2019. Outro ponto que ele destacou foi que nos meses de pico da pandemia (julho/20 e março/21), a queda de atendimento foi duas vezes maior. “A gente percebe que as medidas restritivas diminuem a circulação de pessoas e, consequentemente, há uma queda no número de atendimento ao trauma”, afirma.

Logo na sequência, houve a palestra de Ramalho, idealizador do Maio Amarelo, movimento que começou em 2014 e hoje está em mais de 30 países. O Maio Amarelo é considerado o maior movimento social de promoção da saúde no trânsito no mundo. Neste ano, o tema central da campanha é Respeito e responsabilidade. Pratique no Trânsito.

Foi Ramalho que abordou a mudança no termo acidente de trânsito feita pela ABNT. “O Maio Amarelo foi criado para pautar a sociedade no tema trânsito. O trânsito nunca foi, tanto pelo poder público quanto pela sociedade, visto como um tema relevante”, afirma. “Os acidentes de trânsito são tratados como mera fatalidade, como obra divina, e não é verdade. Antes de um acidente de trânsito, acontece uma imprudência, uma negligência ou uma imperícia”, alerta.

Na última palestra da noite, Dr Calderan reforçou a importância de ações de prevenção. Ele apresentou vários programas, como o P.A.R.T.Y., que é de prevenção ao trauma, relacionado ao álcool na juventude, e o Salvando Vidas, desenvolvido por Ligas do Trauma de todo o País, além de outras ações pontuais. Calderan também chamou a atenção para o consumo de álcool antes de dirigir. Ele apresentou dados que apontam que houve 61 ocorrências de trânsito fatais em 2020 na cidade de Campinas. Segundo análise do Comitê Vida no Trânsito, 23% foram causados pelo excesso de velocidade, 21% pelo consumo de álcool e 15% por desrespeito às leis de trânsito.

Quando considerados apenas os casos com motociclistas (40% do total), o álcool aparece como primeira causa. Entre os acidentes com pedestres, ele é a segunda causa, perdendo apenas por imprudência dos pedestres. Para o cirurgião, três pontos são importantes para a redução do número de vítimas no trânsito: Legislação em vigor, fiscalização rigorosa e prevenção.

Anúncios

advertisement

Notícias Recentes

SMCC lança alerta sobre monkeypox para a classe médica

SMCC lança alerta sobre monkeypox para a classe médica

Objetivo do documento é orientar os médicos, principalmente das especialidades mais relacionadas, sobre a importância do diagnóstico precoce, diante do aumento de casos no Estado de SP A SMCC lançou hoje um alerta sobre a monkeypox, popularmente conhecida como varíola...

Telhado da Casa de Campo é reformado

Telhado da Casa de Campo é reformado

Melhoria é mais uma ação da atual diretoria e tem como objetivo oferecer um espaço de qualidade para os associados O telhado da Casa de Campo passou por uma reforma e todas as telhas foram trocadas por um modelo mais moderno, no estilo sanduíche. O objetivo da obra é...

Share This